METODOLOGIA MCT EM PROJETOS DE BARRAGENS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

METODOLOGIA MCT EM PROJETOS DE BARRAGENS

Mensagem por Admin em Qui Mar 20, 2008 1:02 pm

COMISION DE INTEGRACION ENERGÉTICA REGIONAL
COMITE NACIONAL BRASIL
Código: BR-09-G
III CONGRESO CIER DE LA ENERGÍA –CONCIER 2007
ABASTECIMIENTO ENERGÉTICO REGIONAL – RETOS Y PERSPECTIVAS –
Medellín, 27-30 de Noviembre de 2007


MAPEAMENTO GEOTÉCNICO E ENSAIOS DA
METODOLOGIA MCT VISANDO ESTUDOS PRELIMINARES EM PROJETOS
DE BARRAGENS.


PALABRAS-CLAVE: Classificação
Geotécnica MCT, Solo laterítico,
Sistema de Informações Geográficas,
Compactação MCV, Método das
pastilhas.

Autores: EUGENIO PACELI WERNECK, M.Sc, ENGENHEIRO CIVIL - UNIVERSIDADE FEDERAL DE
SANTA CATARINA
LETO MOMM, Dr. ENGENHEIRO CIVIL - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

Dirección: Universidade Federal de Santa Catarina
Rua João Pio Duarte Silva, s/n
Florianopolis, Santa Catarina, Brasil.
Código Postal: 88.040-900
Tel: 55 41 3331 2847, Fax: 55 41 3331 3513
E-Mail: eugenio.werneck@copel.com
Cargo: Pesquisador

RESUMO
Nesta pesquisa é proposta a utilização da
classificação geotécnica MCT em estudos
preliminares de projetos de barragens visando o
aproveitamento de solos existentes nos sítios de
implantação dos empreendimentos.
O método utilizado, para este objetivo, é o
mapeamento geotécnico da área empregando
um Sistema de Informações Geográficas (SIG) e
a classificação geotécnica MCT de solos
tropicais (método das pastilhas para
identificação expedita de solos e ensaios de
compactação Mini-MCV e Mini-CBR).
A classificação dos solos pela metodologia MCT
é baseada em propriedades mecânicas e
hídricas dos solos. Este procedimento foi
desenvolvido a partir do ensaio de compactação
MCV (Moisture Condition Value) proposto por
Parsons em 1976, sendo modificado para ser
adaptado às peculiaridades dos solos tropicais.
O método das pastilhas é um método expedito
para a classificação geotécnica dos solos
segundo os grupos da metodologia MCT. O
método baseia-se em determinações efetuadas
em pastilhas que são moldadas em anéis.
O mapeamento geotécnico mostrou ser uma
importante ferramenta para organizar e
pesquisar dados. Permite consultas em uma
ampla base de informações de modo rápido,
podendo criar diversos cenários para auxiliar em
tomadas de decisões no planejamento e projeto
de obras, além de permitir a gradual
implementação de novas informações à base de
dados existente.
O agrupamento dos solos em unidades
geotécnicas permite uma diminuição no
coeficiente de variação dos resultados dos
ensaios laboratoriais, particularizando o
comportamento geomecânico de cada tipo de
solo. Estes procedimentos permitem maior
agilidade nos levantamentos geotécnicos da
área com menores custos e maior
aproveitamento das características lateríticas
dos solos tropicais.
Esta sistemática de mapeamento e investigação
possibilita identificar os condicionantes e riscos
geológicos/geotécnicos associados ao
empreendimento, permitindo a prevenção de
problemas e redução de custos nas fases de
projeto básico.
Entre os vários benefícios creditados a este
método na avaliação de sítios para a
implantação de empreendimentos hidrelétricos
podemos destacar: identificação da
susceptibilidade à erosão e escorregamentos,
problemas relacionados a assoreamento,
definição de locais para a construção de
acessos, qualidade dos materiais de construção
disponíveis, definição da política de ocupação e
uso do solo etc.

1.0 - INTRODUÇÃO
A engenharia rodoviária no Brasil há muito vem
estudando a classificação geotécnica MCT e
mapas geotécnicos nos projetos de pavimentação,
principalmente no estado de São Paulo. A
classificação dos solos pela metodologia MCT é
baseada em propriedades mecânicas e hídricas
dos solos. Este procedimento foi desenvolvido a
partir do ensaio de compactação MCV (Moisture
Condition Value) proposto por Parsons em 1976,
sendo modificado para ser adaptado às
peculiaridades dos solos tropicais.
O método das pastilhas é um método expedito
para a classificação geotécnica dos solos segundo
os grupos da metodologia MCT. O método baseiase
em determinações efetuadas em pastilhas que
são moldadas em anéis. Após a secagem, medese
a contração diametral. Após serem submetidas
a processo de reabsorção de água, em condições
padronizadas, observa-se o surgimento de trincas,
expansão e determina-se resistência à penetração
com o uso de um penetrômetro padrão.
Estes procedimentos permitem maior agilidade
nos levantamentos geotécnicos da área com
menores custos e maior aproveitamento das
características lateríticas dos solos tropicais.
O mapeamento geotécnico é uma importante
ferramenta para organizar e pesquisar dados.
Permite consultas em uma ampla base de
informações de modo rápido, podendo criar
diversos cenários para auxiliar em tomadas de
decisões no planejamento e projeto de obras,
além de permitir a gradual implementação de
novas informações à base de dados existente.

Download:
http://www.adrive.com/public/e95a16b1083908912dfeeb5dd4da290e9351d2d02fd2824298569d39abb7a748.html
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 57
Data de inscrição : 07/03/2008

Ver perfil do usuário http://mensabrasil.mam9.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum